A torrada não pode fugir!

Terça-feira eu estava aqui em casa com a minha linda sombrinha,a  Laís, de nove messes, enquanto minha mãe terminava uma encomenda. A Laís estava no carrinho, brincando, rindo e gritando comigo.
Minha mãe trouxe uma torrada para mim e outra para a Laís, ela amassou a torrada e comeu o pedaço que ficou na mão. Quando este pedaço acabou, ela ficou pedindo mais, então eu fui catar os cacos no carrinho, que estava cheio. Peguei um pedaço e fui em direção a boca da Laís, esta agarrou a minha mão e ficou chupando o pedaço da torrada, e fizemos isso umas duas vezes.
 Achei lindo e engraçado!
Ela deve ter pensado: deixa eu segurar essa mão meio doida, para ela não fugir com a minha torrada!

Até mais,
bjo,
Carol 

1 comentários:

Felipe

E Laís vai se acostumando essa mão e doida mesmo

rs

" As pessoas têm medo das mudanças. Eu tenho medo que as coisas nunca mudem". Chico Buarque
 
Carolina - Um sonho a mais não faz mal
Design por João Elias - Topo ↑