O filho com deficiência cresce e os pais envelhecem e ai????????????

       Outro dia, estava lendo um texto de uma falando como é difícil ter um filho com deficiência, além todas as questões que já conhecemos, ela levantou uma que eu acho de suma importância, que é o fato dos pais irem envelhecendo, o filho crescendo e ai? Como faz? Quem vai cuidar? É uma preocupação real.

         Quem tem um filho com deficiência, sabe da responsabilidade quase que eterna com o filho. Muitas mães deixam suas vidas de lado, para viver para o filho, já que 24 horas é pouco, para cumpri toda a rotina que o filho precisa e ainda administrar a sua própria vida. Sendo assim, diversas mães fazem a escolha, de abdicar da sua vida, escolha nada fácil de fazer, para mim, é coisa de mãe mesmo, é o amor incondicional, sublime!!!!!!
        E vai aquela pergunta, se a mãe morrer, quem vai cuidar da pessoa com deficiência?
        O texto também levanta a questão de uma mãe sozinha, que tem que cuidar do filho, adulto, com deficiência, toda dificuldade que há nesse quadro. O cuidador também precisa de cuidado, necessita viver, respirar!!!!!!!!!!!!!!!!!
        Antes que me esqueça, a mãe do texto, fala pensando em pessoas com Paralisia Cerebral grave, mas englobo toda tipo de Paralisia Cerebral, que gere dependência e qualquer outra deficiência que também seja dependente.
         Bom, voltando ao texto, eu curti, entretanto fiquei com ele na cabeça, uma coisa me incomodou muito. Ela comento que podia ter uma tal de moradias assistidas, quando um grupo de jovens com deficiência severa moram juntos numa casa, onde recebem todo o tratamento multidisciplinar e seus pais podem participar de suas vidas passando o tempo que quiserem com eles porém sem as tarefas que pela idade não conseguem mais executar.
        Me veio à cabeça, um deposito, um isolamento, lugar onde deixam as pessoas estragadas!!!!!!!!!!!!!!! Voltei no tempo, onde as pessoas com deficiência não existiam, eram, simplesmente, largadas em instituições, deposito, ou melhor, vamos voltar mais no tempo, Adolf Hitler, pessoas com deficiência eram mortas, pois a sociedade tinha que ser composta da raça pura, “perfeita”!!!!!!!!!!!!!!!!!!
Eu sei, conheço a mãe que escreveu esse texto, é uma mãezona, luta pela inclusão, sei como ela imagina essas moradias assistidas, um lugar bem legal. Mas eu me imaginei em um lugar assim e fiquei doida, afinal, tenho uma deficiência, sou dependente, me vi vivendo cercada por muros, longe das pessoas amo, fiquei mal!!!!!!!!!! Eu e ninguém, por mais severa que seja a deficiência, merece morar em instituições.  O melhor lugar para qualquer indivíduo, é perto da família, na sociedade, com amor!!!!!!!
        Agora, solução para quem vai cuidar da pessoa com deficiência? Eu não tenho!!!!!!!!!!!!!!!!! Acho que cada caso, há uma solução. No meu caso, é trabalho, preciso trabalhar muito, correr atrás do prejuízo da deficiência!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
        Como o Jairo disse no post dele de ontem, “reconstruiu ou construir suas realidades de maneira a realizar sonhos, de vencer desafios, de alcançar objetivos, como qualquer outra pessoa.


Até mais,
bjo,    

Carol

1 comentários:

Sissym Mascarenhas



Quando vejo pelas ruas pais, já idosos, levando seus filhos deficientes, dá um aperto no coração, pois me pergunto: e depois?! Quem vai ter todo aquele amor e cuidado?! Não sei... então peço a Deus por aquelas pessoas, pois para os pais a dor é enorme de imaginar o dia da partida deles e deixando o amado filho.

Bjs

" As pessoas têm medo das mudanças. Eu tenho medo que as coisas nunca mudem". Chico Buarque
 
Carolina - Um sonho a mais não faz mal
Design por João Elias - Topo ↑