Um exemplo de inclusão escolar!



Eu, às vezes, aqui no blog me sinto até chata de tão repetitiva quando falo de inclusão na escola.
A inclusão na escola parece que é algo tão difícil e na verdade é tão simples. É simples, quando a gente olha para a criança com deficiência de fato, vendo a deficiência sim, sem preconceito, sem aquele olhar estigmatizado, limitando a capacidade da criança.
Enxergar a deficiência, é a escola, os profissionais saberem que deficiência não limita totalmente a criança, ela tem sim seus potenciais, igual às outras crianças. O que é necessário na sala de aula é reinventar, pois nem sempre criança com deficiência vai conseguir pegar o lápis, na maneira convencional, e escrever a sua letra, “bonitinha”, no caderno, por isso é preciso reinventar, criar um modo em que ela consiga, participe, aprenda, enfim seja incluída na sala de aula.
 Eu, hoje, não ia escrever sobre esse tema, porém ao lê um blog, fiquei encantada com o brilhante exemplo de uma escola que faz um trabalho inclusão. O blog é o da Mari Hart, Diário de uma mãe polvo, vale ir olhar, o exemplo trás para a pratica todo esse texto.


Até mais,
bjo,
Carol 

5 comentários:

Mari Hart

Que lindo Carol!!! =))))

As vezes neste país é preciso ser repetitiva para ver se algo entra na cabeça do povo. Não cansarei jamais de repetir a favr da inclusão total, tanto escolar qto social! E vc faz esse trabalho brilhantemente!

Bjão!

Milena

Oi Carol!!! Sabe que eu ainda fico apreensiva com a inclusão? Sabe porque, porque tenho um professor dentro da minha casa, e ele me dita todas as dificuldades desse professor que não é preparado nem um pouco prá receber essa criança... então eles ficam perdidos e as crianças tb.... Ainda acho que está tudo muito despreparado prá isso acontecer....ainda falta preparo dos professores e da escola..
Mas a repetição é válida... nesse país só se entende certas coisas com muita repetição... Bjinho...

Carolina Câmara

Oi Mari, eu também vou repetir, repetir, repetir, quantas vezes forem preciso. A gente faz parte deste trabalho, eu, você, o Leo, meus pais e todos que participam da verdadeira inclusão.

beijos para você, para o Leo, o Pedro, Stella e para o paizão.

Carolina Câmara

Oi Milena, eu entendo você perfeitamente. Está tudo muito despreparado, mas temos que ir tentando, se os professores nao sabem lidar com as crianças, pelo menos que eles abram as portas e a mente, que a gente ensina.

bjs

Marina Dantas

Adorei Carol!
E infelizmente é assim mesmo, temos que repetir e muito!!
Mas se pensarmos, nunca imaginaria antes do Gabriel que estaria preparada para receber uma criança com necessidades especiais em casa... Então acho que é o mesmo que acontece com a escola, tem coisas que não existe preparo, mas a necessidade, nos faz evoluir e dar conta do que precisa ser feito! Basta que tenhamos o coração aberto e boa vontade!!
O problema é que as pessoas pensam que qdo não é próximo delas, não é problema delas! Acredito muito mais que falte boa vontade do que preparo!
bjocas

" As pessoas têm medo das mudanças. Eu tenho medo que as coisas nunca mudem". Chico Buarque
 
Carolina - Um sonho a mais não faz mal
Design por João Elias - Topo ↑