Eu e Laís andando por ai, ensinando o que é inclusão!


Vamos para mais um episodio Laís, Carol e a inclusão! A Laís já percebeu que as pessoas me dão a mão para ajudar a me locomover.
Então ela em alguns momentos olha para mim e fala: vamos, Cacá passear e me dá a mão. Eu levanto e lá vamos eu e ela! Alguém aparece, a Laís vira e diz: a Lalá está ajudando a Carol!
Ninguém nunca falou para a Laís que eu preciso de ajuda e que por isso ela tem que me ajudar. Ela mesma observou e quis participar, a atitude foi dela.
 Eu vejo, essas situações com a Laís e com outras crianças que têm algum relacionamento com pessoas com deficiência, e percebo como essa convivência faz a diferença. E ai, eu penso, por que as escolas ainda lutam contra a inclusão?

Até mais,
bjo,
Carol 

2 comentários:

Lucila Medeiros

Oi Carol, td bem?
Sou mãe de da Kaká, que hj tem 8 anos...ela é PC e percebo o seguinte.....ainda somos formiguinhas minúsculas neste mundo, no quesito "inclusão social, educacional, ou seja lá o que for".
As leis existem mas não são aplicadas e muitas vezes são extremamente mal aplicadas.
As pessoas ainda olham com "dó" de um cadeirante....e isso é muito complicado.
Familiares de "especiais" são tb muitas vezes envergonhados de seus filhos....e isso existe de verdade. Conheço de perto um caso....é triste.
Se vc pensar direito.....eu tenho até medo de colocar a minha filha numa escola que não seja escola para crianças especiais.
Numa escola de ensino comum...os professores não são treinados pra lidar com as dificuldades de nossos filhos.....e como fica isso então?
Eles podem ter carinho e delicadeza mas não tem didática.
Não tem traquejo.
As opções de escolas tb são poucas.
Vc pode ter o $$$ que tiver.....não adianta muito.
Estou brigando com um teatro que colocou minha filha pra assistir a peça láááááá em cima....longe de tudo e de todos. Isso tb é exclusão.
Fala-se bastante sobre INCLUSÃO, mas pouco ainda temos a favor daqueles que realmente precisam.
É um assunto super longo....eu poderia ficar aqui HORASSSSSSSS falando....mas estaria dando voltas no meu corpo.
Porém.....estamos seguindo em frente em passos lentos e pequenos....mas a INCLUSÃO vai acontecendo a trancos e barrancos....e assim vamos dando um pouco de "melhoria na condição" de vida daqueles que amamos.
Complicado....mas real.
Bj gde e boa sorte!!!
Lucila

Carolina Câmara

Oi Lucila Medeiros, seja bem-vinda ao blog!
A inclusão ainda é um bebê, a teoria ainda mal explicada, poucos sabem o que ela é de fato. Na pratica então nem se fala!
Lucila, eu sou a favor da escola comum para as criança com deficiência, mas cada caso é um, tem as suas necessidade especificas, a gente nao pode generalizar.
Você falou uma verdade, os professores não são treinados pra lidar com as dificuldades, porêm como eu disse, cada caso é um, a gente aprendi muito a lidar com a criança com deficiência na pratica. Não estou falando que não precisa terprofessores treinados, é fundamental, mas só vamos ter isso quando as escolas, quando a inclusão nao for mais um bebê. Para isso a gente tem que ir atras.
Eu não conheço a Kaká, por isso não posso opinar.

Caso queira continuar o assunto, me envia um email ou deixe o seu que entro em contato.

bjs

" As pessoas têm medo das mudanças. Eu tenho medo que as coisas nunca mudem". Chico Buarque
 
Carolina - Um sonho a mais não faz mal
Design por João Elias - Topo ↑