Utopia?

Já falei deste tema aqui, mas vou falar novamente, porque parece que é difícil o outro aceitar.
Estou falando da vida da pessoa com deficiência, o outro sempre acredita que essa não pode ser feliz, que a vida é só sofrimento. Não é bem assim, claro que a pessoa com deficiência passa a todo momento por desafios, tendo sempre que está provando que é capaz de algo. Tem também que aprender a lidar com as limitações e ter muita paciência.
 Não é fácil ser uma pessoa com deficiência, no entanto não é o fim do mundo nem mesmo sinônimo de infelicidade. As pessoas podiam parar de olhar para a pessoa com deficiência como se ela não pudesse conhecer, a tão sonhada felicidade, aquela que a sociedade impõe como o ideal.
Eu insisto neste tema, porque acho que ele faz parte da inclusão, de conhecer antes de julgar ou julgue, mas depois conheça.
Quando a nossa sociedade for de fato inclusiva, eu acho que não vamos ter esse tipo de problemas, pois ai vamos saber lidar com as diferenças. Essas diferenças vão se tornar naturais, isto é, a pessoa com deficiência estará tão integrada na sociedade que o outro vai enxergá-lo como uma pessoa comum, porem que precisa de ajuda para certas atividades.
Não sei se vamos chegar nesta sociedade, mas para chegar nela ou perto, é preciso que os primeiros passos sejam dados pela própria pessoa com deficiência e pela família.  

Até mais,
bjo,
Carol 

2 comentários:

fer

É O QUE DIGO CAROL,SE EU NÃO CONSEGUIR HJ,VOU ABRIR CAMINHOS PARA MEUS FILHOS E NETOS,NUNCA DESISTA DESSE TEMA.....BJKAS

Carolina Câmara

Só o fato de ir abrindo caminho, já é uma grande coisa!!!
bjss

" As pessoas têm medo das mudanças. Eu tenho medo que as coisas nunca mudem". Chico Buarque
 
Carolina - Um sonho a mais não faz mal
Design por João Elias - Topo ↑