Não se preocupe tanto assim!

Não é por maldade e nem sei qual seria o motivo, mas muita gente quando vai a ajudar uma pessoa portadora de necessidades especiais, fica cheia de cuidados. É comum as pessoas acharem que o outro é de vidro, elas ficam com tanto medo que algo aconteça,  é impressionante.
Eu quando sinto, que a pessoa que está me ajudando, está apreensiva, já falo logo; relaxa, não sou de vidro, se eu cair, é só levantar! Assim a pessoa vai percebendo que realmente não tem nada demais comigo ou com qualquer outra pessoa portadora de necessidades especiais, e ai começa uma convivência, uma amizade, um namoro, um casamento, bem bacana, as relações ficam de igual para igual.
 Como eu disse no inicio, eu não sei bem o motivo da apreensão e nem importa muita, no entanto aqui cabe a pessoa portadora de necessidades especiais acabar com o medo, com a estranheza. É papel dela ir aos poucos mostrando para outro que ela é uma pessoa que precisa sim de algumas ajudas especificas, porem não é de porcelana!
Esta é mais uma obrigação da pessoa portadora de necessidades especiais.

Até mais,
bjo,
Carol 

9 comentários:

*MARCIA E CARLOS* E LINDAS MENSAGENS

Oi anjo

Hoje é um dia qualquer, mas... um Oi
mesmo que virtual já faz a diferença!!
Por isto estou aqui, para deixar
minha marquinha
em seu coração
dizendo:

Você é Muito Especial!!!

TENHA UMA TARDE MAGINIFICA !!!

Paulo Becare Henrique

Sim, muitas vezes esse cuidado exagerado é fruto de muita desinformação e preconceitos. Parabéns pela sua atitude e iniciativa de desmistificar essas coisas!

PS: que bom que gostas de psicanálise! Sou suspeito para falar, pois eu amo essa abordagem, rs!

Daniel

Eu percebo este tipo de coisa também, de atitude, as pessoas ficam sem jeito muitas vezes, de ajudar, de perguntar se precisa de ajuda. No meu ver muitas vezes é preconceito e outras delas realmente não sabem lhe dar com esta situação, nós mesmos as vezes precisamos ensinar o caminho para ficaram mais tranquilas, se sentirem mais a vontade.

beijos

Ana Maria

Oi, Carol

A Júlia usa tampão nos olhos, para tratar o estrabismo, usamos 5 horas por dia, algumas vezes temos que passear e ela está usando o tampão, claro que fica mais bonita sem eles, mas é preciso e tem que seru usado todos os dias. Uma coisa me incomoda muito, certas pessoas muito curiosas ficam perguntado o que ela tem, se machucou os olhos, se fez cirurgia, a minha resposta é sempre curta e breve, geralmente NÃO. Uma pessoa perguntou esses dias: O que aconteceu no olho dela? Eu falei NADA... rsrsrs nem tive coragem de encarar essa pessoa, pois ela ficou muito sem graça. Eu sei que causa muita curiosidade, mas eu não vejo razão de dar satisfações da vida da minha filha , as pessoas simplesmente são curiosas, se pelo menos fossem ajudar em alguma coisa. às vezes acontece de alguma falar assim: Meu parente usou e está ótimo, ou, meu parente faz tratamento na AACD, aí sim eu continuo a conversa... mas essas curiosas... eu ignoro mesmo. Estou certa ou não?

Beijos

Carolina Câmara

Oi Daniel, a minha atitude é para mostra para o outro que eu sou uma pessoa qualquer. Realmente esse é o novo dever.
bjs

Carolina Câmara

Oi Paulo, acabe nós oferece essas informaçoes para as outras pessoas.
bjs

Carolina Câmara

Oi Ana,você tem que fazer o que você se sentir melhor.
manda um beijo para a Jú.
bjs

Fer

Penso que deveríamos fazer como você faz,mostrar aos outros que somos normais.....tem horas que até bom passarmos certos momentos para darmos a cara para bater como qualquer pessoa.....bjokas..

" As pessoas têm medo das mudanças. Eu tenho medo que as coisas nunca mudem". Chico Buarque
 
Carolina - Um sonho a mais não faz mal
Design por João Elias - Topo ↑